quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Sala de Música IV - Disposição dos móveis


Bem, antes dos cortinados e dos reposteiros, antes dos quadros colocados, tenho de começar a pensar qual vai ser a disposição da mobília na Sala de Música, agora que troquei a harpa pelo tremó...


O cravo de costas para nós fica estranho porque nos exclui enquanto observadores de um desenrolar de cena... O espelh parece estar sujo, mas não, fica sempre com este estranho reflexo, parece untado com óleo!

Que vos parece? Esta última hipótese não me parece má, convida a tocar e também a ouvir... mas a primeira hipótese também gostei. Qual é a vossa opinião?

2 comentários:

Ritchie disse...

Realmente com as costas viradas não fica nada chamativo e, embora eu prefira as coisas mais a direito, acho que faz mais sentido a colocação dos móveis nesta ultima hipótese. Torna-se claramente mais convidativo. Perde aquele conceito de que se trata de uma divisão meramente reproduzida a uma escala mini para termos uma ideia de que poderia ser uma qualquer reprodução de uma divisão real, que sirva o mesmo propósito que a tua. Como acho que o realismo é um ponto fortíssimo no teu palácio, esta ultima foto reúne as melhores condições.

rute disse...

Olá.Fico muito contente por não ter abandonado o seu Palácio, era uma enorme perda não podermos observar o desenrolar de uma obra magnifica. E vejo que as obras estão a avançar em grande velocidade, certamente que as vou acompanhar regularmente. Quanto a este último post concordo com o Ritchie, a ultima foto é mesmo a que reúne as melhores condições.
Beijinhos, Rute.